sexta-feira, 5 de março de 2010

Caixinha de Música Invertida


Mais uma vez deparei-me com a sua caixinha. Mais uma vez entre tantas. Toda vez que ergo a tampa a música para, como se fosse uma caixinha de música ao avesso, invertida. Ela faz com que todos meus pensamentos voem de mim em silêncio, e as lembranças de ti que lá dentro guardei, começam a me invadir. Daquelas lembranças que, por volta e meia, fazem-me chorar com seus significados que nem sei se existem mais. E foi tão fácil criar tudo isso. Tão fácil guardar tudo lá dentro. Só não entendo porque é tão complicado fazer o contrário... Então acabo por fechar sua caixinha outra vez. E quando a música voltar a tocar eu vou pedir para que eu esqueça.

« »